Dom vs Prática – Qual o mais importante?

Quando eu era criança, eu pensava que os bons violonistas simplesmente nasciam com o chamado dom.

Tudo o que eles tinham que fazer era pegar um violão e num passe de mágica aquele som brilhante sairia de seu instrumento para arrepiar nós, meros mortais, que não nascemos com o dom.

Até hoje eu não sei de onde essa idéia veio mas a verdade é que infelizmente, ainda tem pessoas que pensam dessa forma …

Ninguém nasce tocando bem… nem Yamadú Costa nasceu tocando bem.  A gente nasce sabendo muito pouca coisa, até a andar a gente precisa aprender.

Os melhores músicos do mundo não atingem a maestria da noite para o dia, nenhum deles nasceu sabendo tocar um instrumento.

Vamos a boa notícia…

Tocar violão não tem haver com dom. Tem haver com o desejo que você tem de dominar o instrumento.

533940634_3be776464e_zSe você deseja algo, você vai tentar alcançar aquele objetivo não importa o que aconteça. Por que aquilo te faz bem … te traz felicidade … é uma sensação que não tem como descrever.

Pare por um momento e pense no melhor violonista que você já viu tocar.

Sabia que esse cara tocou menos do que você está tocando agora? Sim, esse cara que você admira já esteve na sua mesma situação.

Passou pelos mesmo caminho que você está passando nesse exato momento.

Ele pode ter tido um pouco mais de facilidade que você nesse processo, mas no final das contas, o que realmente fez a diferença não foi o chamado “dom” e sim o quanto ele se dedicou ao violão …

A dedicação é a chave do sucesso!

O senso comum simplesmente ignora o quanto o músico se dedicou para chegar naquele estado.

O pior de tudo é que isso cria uma  barreira sem sentido que separa “pessoas normais” dos “verdadeiros mestres da música”. Essa é mais uma crença limitante que temos que quebrar para atingirmos nosso verdadeiro potencial.

Por falar nisso, você já praticou hoje?

Um abraço!